X

CESPE: Considerada a banca mais difícil do País!

Passar em concurso público é o sonho de milhares de brasileiros, pois as vagas oferecidas oferecem dezenas de benefícios, como altos salários, planos de carreira e estabilidade.

Mas com a crise econômica enfrentada pelo país, o número de concursos abertos está cada vez menor, o que dificulta a realização deste sonho. Candidatos que desejam ser aprovados devem estar bem atualizados sobre os certames abertos e as bancas examinadoras.

Estudar o perfil da banca é fundamental para sair na frente da concorrência e garantir uma aprovação dentro do número de vagas. Mais do que apenas estudar o conteúdo exigido, é preciso saber como a banca trabalha.

Uma das principais bancas organizadoras de concursos públicos – e também a mais temida – é a CESPE (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos).

Ela, diferente das outras bancas de concursos existentes no Brasil, elabora suas provas com base em um sistema próprio, o que torna extremamente necessário estudar tudo sobre ela para conseguir passar nas provas.

Concursos públicos são ótimos para quem está correndo atrás de uma carreira profissional sólida, com salários altos e estabilidade durante o exercício da função.

Por isso cada vez mais pessoas estão se preparando para prestar concursos no país. Uma das melhores maneiras de conseguir resultados incríveis nas provas – e até mesmo gabaritar – é analisando como a banca elabora suas questões.

E, em se tratando da CESPE, o preparo faz toda a diferença, pois essa é uma das bancas que mais cobram dos candidatos. O nível das provas é alto e o sistema de correção e pontuação é complexo.

Com as dicas certas e disciplina é possível alcançar uma aprovação. Por isso separamos aqui um guia completo para você detonar nos concursos organizados pela CESPE. São estratégias poderosas que vão fazer toda a diferença.

Veja só o que preparamos para você:

  • Entendendo a banca CESPE
  • Conhecimentos mais exigidos pela CESPE
  • CESPE: como se organizar para a prova
  • Editais abertos da CESPE
  • CESPE: dicas poderosas para você gabaritar a prova

Entendendo a banca CESPE

O primeiro passo para conseguir uma vaga em órgãos públicos ou instituições de grande renome, como as empresas de economia mista, é prestando concurso público.

No Brasil, centenas de certames são abertos todos os anos, com milhares de vagas espalhadas por todo o território.

O número de vagas é pouco, se comparado aos anos anteriores, em razão da crise que assola o país. Mas existem ótimas oportunidades para quem está sempre atualizado e de olho nos editais.

A CESPE é uma instituição que organiza e aplica concursos públicos regionais e nacionais, com grande renome em todo o território.

A verdade é que a maioria dos candidatos temem a CESPE, uma vez que essa banca tem a fama de ser a mais difícil de todas. As provas são muito bem elaboradas, com questões que exigem vasto conhecimento teórico.

Para conseguir aprovação, é fundamental que os candidatos entendam como é realizada a distribuição dos pontos, o peso de cada uma das matérias e a forma de correção dessa banca.

Diferente de outras instituições, a CESPE não costuma aplicar questões de múltipla escolha em suas provas. As questões consistem em enunciados para os quais os candidatos devem assinalar “CORRETO” ou “ERRADO”.

Parece fácil, não é mesmo? Afinal de contas, a chance de acerto é de 50%, de acordo com a probabilidade matemática.

O problema está na forma de avaliação da CESPE, que anula uma questão correta para cada questão que o candidato erra. Ou seja, se o candidato errar duas questões, duas questões certas serão anuladas.

Em algumas provas a banca é “menos exigente”, anulando uma questão certa a cada dois erros do candidato.

Chutar nas provas da CESPE não é uma boa ideia, pois a cada dois erros o candidato será penalizado com a anulação de uma questão certa. Na pior das hipóteses, perderá uma questão a cada erro.

Logo, é fundamental que os candidatos que queiram ser aprovados nas provas da CESPE conheçam tudo que for possível sobre a banca. Qualquer detalhe pode fazer toda a diferença no resultado final.

Além de entender a forma como essa banca faz suas correções, é interessante que os candidatos desenvolvam técnicas e hábitos de estudo direcionados para a realização do concurso.

Apesar de ser a banca mais temida de todas, a CESPE não é um bicho de sete cabeças. Candidatos que se preparam teórica e psicologicamente conseguem resultados incríveis.

Fato é que todos os anos, centenas de pessoas conseguem passar nas provas organizadas por essa banca, através de dicas e macetes que merecem sua atenção. Dessa forma você também será aprovado no certame.

Conhecimentos mais exigidos pela CESPE

À semelhança de outras bancas, a CESPE organiza suas provas em formas de blocos, de forma que em cada parte do caderno de questões os candidatos encontrarão um conteúdo específico.

Mas existe uma diferença fundamental: as questões costumam ser sobre o mesmo assunto. Isso significa que é possível encontrar questões parecidas, cujas respostas devem seguir no mesmo sentido.

Candidatos que não prestam atenção durante a leitura do enunciado acabam acertado uma questão e errando outra praticamente igual.

Essa forma de estruturar as provas testa muito o nível de atenção daqueles que estão realizando a prova. Entenda agora o nível de dificuldade das questões.

A CESPE desenvolve questões que cobram conteúdos específicos dos candidatos. O nível é considerado elevado, de alta complexidade, principalmente no caso de concursos nacionais muito concorridos.

Apesar das questões terem apenas duas alternativas (CERTO ou ERRADO), os candidatos geralmente ficam na dúvida. E chutar nem sempre ajuda, já que a correção da CESPE é bem diferente das bancas tradicionais.

Por isso o mais indicado é estudar bem todos os conteúdos mencionados no Edital do certame, para na hora da avaliação estar com tudo na ponta da língua e marcar acertadamente.

Lembre-se de que um ou dois erros, a depender do concurso, uma questão certa será anulada. Isso significa que errar metade da prova pode significar pontuação zero.

Em termos de complexidade das questões em si, os candidatos que estudam com dedicação antes da prova conseguem alcançar bons resultados. Isso porque a CESPE cobra exatamente o que foi determinado no edital.

Saber se organizar durante a fase de estudos é crucial para ser aprovado dentro do número de vagas do concurso.

Mais do que entender a banca, é preciso saber direcionar os estudos para o tipo de questões que ela elabora.

CESPE: Como se organizar para Prova

Se o seu objetivo é conquistar uma vaga em concurso público, é preciso que comece a se organizar para as provas. Candidatos que estudam com antecedência tem mais chance de aprovação, tendo em vista o maior conhecimento sobre as matérias teóricas.

E quando estamos falando dos concursos organizados pela CESPE, preparo é palavra de ordem. Isso porque essa é uma das bancas com maior nível de dificuldade do país, sendo temida pela maioria dos candidatos.

Existem algumas formas simples de se organizar de forma correta, direcionando os estudos para o tipo de questão que a CESPE elabora.

Lembre-se de que uma questão certa anula uma questão errada, então contar com o famoso “chute” é uma péssima ideia se você deseja realmente passar na prova.

Para se organizar para as provas aplicadas por essa banca existem algumas estratégias poderosas. Uma delas – e talvez a mais importante – é estudar muito antes da divulgação do edital.

Por se tratar de uma velha conhecida dos candidatos, a CESPE já organizou vários certames regionais e nacionais. Isso significa que existem muitas provas antigas, com gabaritos corrigidos e muitas vezes até mesmo comentados.

Estudar através desse material é excelente para se familiarizar com o estilo da banca, além de contribuir para a assimilação de conteúdo.

Refazer questões diariamente auxilia na preparação psicológica, além de que o cérebro do candidato fica mais acostumado com o raciocínio necessário para encontrar a resposta certa.

Na hora da realização das provas da CESPE, não pode haver dúvidas. É “CERTO” ou “ERRADO”, sem margens para indagações e discussão.

Outra forma de se preparar para as provas é analisando o conteúdo dos editais passados. Geralmente pouca coisa muda no conteúdo programático, de modo que você estará saindo na frente dos candidatos que só estudam quando sai o novo edital.

Reserve algumas horas do seu dia para os estudos, intercalando disciplinas. Isso facilita a compreensão, além de tornar essa atividade menos maçante. Uma hora para cada matéria é mais do que suficiente.

Construa um calendário com base na quantidade de dias que faltam para o dia da prova, para conseguir esgotar todo o conteúdo e não correr o risco de ter que resolver questões para as quais você não está preparado.

Editais abertos da CESPE

Todos os anos a CESPE organiza centenas de concursos públicos, divulgando os editais em sua página oficial na internet.

Através dos editais os candidatos podem tomar ciência de várias informações importantes para a realização do certame.

O edital é o documento de abertura do concurso, sendo uma espécie de “legislação” para a realização da seleção. Todas as regras, forma de avaliação, quantitativo de vagas, valor dos salários e muito mais estão presentes no edital.

O período de inscrições é uma das informações mais valiosas do edital, uma vez que sem se inscrever o candidato fica impossibilitado de concorrer a uma das vagas abertas.

Todo o processo de inscrição e pagamento das taxas, bem como os pedidos de isenção, são de responsabilidade única e exclusiva dos candidatos, de modo que a leitura atenta do edital é extremamente importante.

Uma das formas de estar sempre atualizado sobre os concursos abertos e em andamento organizados pela CESPE é entrando na página dessa instituição da internet.

Lembre-se de que o intervalo de tempo entre a divulgação do edital e a data de realização das provas é muito curto, motivo pelo qual você deve se preparar bem antes disso.

Aqui você encontra informações atualizadas sobre os próximos editais dessa banca, bem como dicas, técnicas e estratégias poderosas que vão te ajudar a conseguir uma vaga.

Dessa forma você poderá sair na frente dos outros candidatos. Mesmo uma banca tão complicada como a CESPE pode ser “quebrada” pelos candidatos que possuem as informações certas.

CESPE: dicas poderosas para você gabaritar a prova

É verdade que a CESPE é uma das mais difíceis, mas é igualmente verdade que com as dicas certas é possível tirar nota alta nas provas e até mesmo gabaritar.

Mas se você está procurando por dicas de “chute consciente”, desista, pois elas simplesmente não funcionam com essa banca, tendo em vista que as questões não são de múltipla escolha.

Para os concursos organizados pela CESPE, errar uma questão gera prejuízo dobrado, pois além da questão perdida, a banca anula uma questão correta.

Então, a primeira grande dica é evitar chutar as questões na hora da prova. Marcar com consciência de que a resposta está correta é fundamental para ser aprovado no certame.

Na fase de estudos, que consiste em uma etapa preparatória para a realização da prova de conhecimento teórico, é indicado que o candidato analise com cautela o estilo dos enunciados elaborados pela CESPE.

Durante a realização da prova, ler atentamente o texto de cada enunciado é determinante para saber se ele está certo ou errado.

Diferente das questões de múltipla escolha, onde o candidato deve avaliar as alternativas, que geralmente são cinco, nas provas dessa banca o candidato deve colocar todo o seu foco no enunciado, pois não existem alternativas.

O tempo para a realização dos exames é curto, o que significa que a leitura desatenta gera atrasos significativos, que prejudicam o candidato.

Com esforço e dedicação é possível passar nos concursos organizados pela CESPE. Todas essas informações vão te ajudar a fazer uma boa prova, com poucos ou até mesmo nenhum erro.

Passar entre os primeiros colocados é a melhor maneira de garantir uma vaga, tendo em vista o grande número de concorrentes. Chegou a sua vez de detonar nas provas da CESPE!

gastao :