Concurso da Receita Federal

Concurso da Receita Federal: Tudo o que você precisa saber para passar!

Hoje em dia no país, atravessamos uma crise grande na economia, com taxas de desemprego altíssimas, provocando muita instabilidade. Porem há uma forma de conquistar e garantir a permanência em determinado cargo, que é através de concurso público.  E o segundo concurso mais concorrido no Brasil é o Concurso da Receita Federal, que este ano está oferecendo 2.083 vagas para os cargos de Auditor Fiscal (630) e Analista Tributário (1.453).

A Receita Federal é um órgão que possui a função de realizar a administração dos recursos federais, prevenção de contrabando e sonegação de imposto, é a responsável por fiscalizar atos ilícitos que estejam relacionados com o comércio nacional e internacional, esse órgão é vinculado ao Ministério da Fazenda. E com tantas atribuições é normal que o salário ofertado por este órgão seja bem alto. Por isso, muita gente está na expectativa pelo Concurso da Receita Federal.

Os cargos ofertados nessa instituição são: auditor fiscal, analista tributário, analista administrativo e assistente administrativo. Para se trabalhar na instituição é necessário possuir ensino médio completo ou formação superior. E as admissões são realizadas através de concursos públicos.

Além da estabilidade, prestar um concurso como esse, pode significar uma mudança de vida pessoal. Os salários iniciais para os cargos do concurso da Receita Federal são altíssimos, porém para concorrer a eles é necessária formação superior em qualquer área de conhecimento.

Também serão oferecidos cargos para Analista e Assistente Técnico Administrativo, esses com salários mais baixos, porem podendo ser disputados por concorrentes com formação em nível médio completa.

Ao longo desse artigo iremos esclarecer algumas dúvidas sobre o Concurso da Receita Federal, além de dicas sobre o que estudar. Confira!

Por que estudar para o concurso da Receita Federal?

Concurso da Receita Federal 1

Para qualquer concurso, a preparação e o estudo são fundamentais, não sendo diferente com o Concurso da Receita Federal. Esse ano foi solicitado 2.083 vagas, a maior demanda solicitada até hoje, mesmo sendo um número elevado, a concorrência não será baixa.

Como podemos observar nos últimos quatro concursos, que foram realizados nos anos de, 2014, 2012, 2009 e 2005 a concorrência por vaga é grande, para a vaga de Auditor Fiscal, no ano de 2014, por exemplo, foram realizadas 68.540 inscrições para somente 278 vagas, ou seja, a disputa foi de 246,5 candidatos por vaga.

Já no ano de 2009, foram ofertadas 700 vagas para o cargo de Analista Tributário, porem foi realizado 81.367 inscrições, definindo assim a concorrência de 116,23 candidatos por vaga.

Para o cargo de Assistente Técnico Administrativo, que foi ofertado no de 2014, teve abertura de 1026 vagas, o número de inscrições foi de 261.917 candidatos, a concorrência nesse caso é divida por cidade, em Fortaleza, por exemplo, o número de vagas foi de 10 para 8.379 candidatos, ou seja, a concorrência foi de 837,90 candidatos por vaga.

Ao mesmo tempo há um número também elevado em relação à defasagem, mascarando os números reais de concorrentes. Com base nos anos anteriores, se eliminarmos da lista de inscritos, as pessoas que não foram realizar a prova, o número de candidato por vaga cai pela metade.

Mas, independente da função escolhida para exercer, estar sempre preparado para enfrentar uma alta concorrência, é indispensável.

Benefícios ofertados no concurso da Receita Federal

Sabe-se que o Concurso da Receita Federal é um dos mais cobiçados e concorridos do país. E por mais que os cargos exijam muita responsabilidade e competência, os benefícios adquiridos com a função são compatíveis.

Além disso, a outros pontos mais do que atraentes para quem presta o concurso que os motiva a estudar, como:

  • Estabilidade Profissional

Como já citado anteriormente a estabilidade profissional, é umas das maiores vantagens de um concurso. São garantidos 3 anos de permanência no cargo, chamado de estagio probatório, onde você será avaliado de acordo com suas funções, além das férias, aposentadoria integral, dentre outros benefícios.

  • Altos salários

Para alcançar os valores remunerados por esses cargos, é preciso uma longa caminhada, porém prestando este concurso você tem a chance de começar ganhando um salario altíssimo, sendo que ao longo da sua permanecia no cargo, a remuneração pode aumentar consideravelmente.

  • Área de atuação ampla

O Concurso da Receita Federal, não se restringe a uma determinada região.  Ele proporciona a atuação dos efetivados, após o estagio probatório, em varias unidades espalhadas pelo país. Além disso, há uma gama enorme de opções onde o concursado pode exercer sua função.

  • Possiblidade de crescimento profissional

O próprio órgão da Receita Federal proporciona a seus efetivados, oportunidades e capacitação de crescimento. Existe um Programa de Capacitação e Desenvolvimento de Pessoas, que busca atualizar e qualificar os profissionais para novas oportunidades.

  • Muitas vagas

Por mais que seja um concurso muito disputado, a quantidade de vagas oferecidas é generosa, possibilitando mais chances de obter sucesso ao realizar a prova.

Receita Federal – Concurso: Edital e Salários

Concurso da Receita Federal 2

O edital desse ano ainda não está disponível, mas o pedido foi enviado para o Ministério do Planejamento no dia 25 de maio. Há uma dúvida sobre a aceitação do projeto devido ao número alto de vagas.

Porém hoje o déficit de funcionários da Receita Federal é grande, já que o número de servidores que se aposentam a cada ano é alto, devido a isso, a expectativa é de que o Concurso da Receita Federal, entre como um caso excepcional.

Para concorrer a uma vaga neste concurso, o candidato deve possuir formação superior certificada pelo MEC em qualquer área, para concorrer aos cargos de Analista Tributário e Auditor Fiscal, já para o cargo de Assistente Técnico Administrativa somente o ensino médio é exigido.

Quanto à função e remuneração do cargo de Auditor Fiscal, determina-se executar fiscalizações na contabilidade em geral de empresas, órgãos, fundos e entidades, dentre outras atividades, podendo engajar sua formação profissional dependendo da área oportunizada para exercer a função.

Com carga horaria de 40 horas semanais, porem a jornada poderá ser estabelecida no formato 24/72 ou 12/36 quando necessário realizar plantões. A remuneração inicial para esse cargo é de R$ 19.211,01 podendo chegar em 10 anos á R$ 26.000,00.

O cargo de Analista Tributário tem a finalidade de fiscalizar veículos, apurar imposto de renda, fornecer segurança a fronteiras, entre outros, com jornada de trabalho de 30 horas semanais, dependendo da função a jornada poderá ser de 40 horas, também podendo ser realizados plantões com jornada de 12/36. O salário inicial é de R$ 10.674,21, chegando a 15.000,00 após o probatório.

A função do Assistente Técnico Administrativo consiste em executar atividades técnicas, administrativas, logísticas e de atendimento, o salário ofertado para essa função é de 3.756,82.

Além dos salários já citados, o servidor é bonificado com Auxilio Alimentação, Auxilio Saúde, beneficio pré-escolar, além de um bônus eficiência no valor de 3.000,00 mensais.

Concurso Receita Federal: Inscrições e Provas

Nas edições anteriores do concurso, foi estipulado o valor de R$ 130,00 a taxa de inscrição para auditor fiscal, de R$ 62,00 para Assistente Técnico Administrativo (2014) e de R$ 100,00 para o cargo de Analista Tributário (2012).

As exigências para um candidato ser apto á assumir o cargo são: ser brasileiro; estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, no caso dos homens; ter idade mínima de 18 anos; ser apto física e mentalmente mediante comprovação da junta médica oficial; possuir diploma superior em qualquer área reconhecido pelo MEC.

A inscrição é dada exclusivamente pela internet. No ato da inscrição o candidato deverá informar uma área para concorrer à vaga, um idioma estrangeiro, inglês ou espanhol, e o local onde prestará a prova, lembrando que essas informações não poderão ser alteradas no futuro.

Os dois últimos anos que o Concurso da Receita Federal foi realizado, a banca foi organizada pela Escola de Administração Fazendária (ESAF). Essa banca é conhecida por aplicar provas de alta complexidade, sempre exigindo mais das matérias de língua portuguesa e exatas. Para poder ser aprovado é necessário obter 40% de acertos em cada matéria.

Segue abaixo detalhes de como serão aplicadas as provas para cada cargo.

  • Analista Tributário

São aplicadas três provas, sendo a primeira objetiva de conhecimentos gerais, a segunda também objetiva porem de conhecimento específico e a terceira dissertativa, com valores máximos de 120, 120 e 100 pontos respectivamente.

As disciplinas que geralmente são cobradas na prova objetiva de conhecimentos gerais são: Língua Estrangeira, onde você pode optar por Espanhol ou Inglês, Matemática, Português, Administração Geral, Direito Administrativo e Constitucional. Já a prova objetiva de conhecimento especifico engloba os conteúdos de, Tributação, Contabilidade, Legislação Aduaneira e Legislação Tributária.

Quanto à prova dissertativa só irá participar aqueles que forem aprovados nas provas objetivas, os conteúdos poderão ser Direito Constitucional e Administrativo e/ou Administração Geral Direito Tributário e/ou Legislação Tributária e Aduaneira (para candidatos da área Geral) e/ou Informática (para candidatos de Informática). Sendo critério de avaliação a capacidade de argumentação, sequencia lógica do pensamento, alinhamento ao tema, e cobertura dos tópicos apresentados.

  • Auditor Fiscal

A forma da aplicação será a mesma aplicada para o cargo de Analista Tributário se diferenciando pelos conteúdos e pontuação que no caso será de 70 pontos para a prova objetiva de conhecimentos gerais, 140 pontos para a objetiva de conhecimento específico e 60 pontos para a prova dissertativa.

Para as provas de conhecimento geral e específico serão abordados os mesmos conteúdo do cargo anterior, acrescidos de Auditoria, Contabilidade, Direito Tributário, Legislação Tributária, Legislação Aduaneira e Comercio Internacional.

Já a prova dissertativa será divida em duas questões onde os conteúdos serão Direito Tributário e Comércio Internacional e Legislação Aduaneira respectivamente. Os critérios para a avaliação e a realização dessa prova seguirá o mesmo do analista tributário.

  • Assistente Técnico Administrativo

A pontuação será dividida em duas provas sendo a primeira de conhecimentos gerais no valor de 80 pontos e a segunda de conhecimento especifico no valor de 40 pontos.

Para a aprovação é necessário que o candidato acerte ao menos 60% da prova objetiva, para isso deverá acertar 40% de cada conteúdo, sendo decisiva a nota da prova dissertativa para a classificação.

Lembrando que essas informações foram baseadas em editais dos concursos anteriores, podendo ocorrer mudanças para o concurso desse ano, pois a busca é sempre por se adequar as necessidades do período.

O que estudar para o concurso da Receita Federal

Independente da vaga que decidir concorrer, as matérias mais presentes serão a língua portuguesa e estrangeira, basicamente seguindo as mesmas exigências de outros concursos. Mas não se deve deixar as disciplinas especificas de lado.

Você deverá focar nas disciplinas de conhecimento especifico que são Direito Tributário e Contabilidade Geral e Avançada.

As principais vertentes dessas disciplinas são: Política de Segurança da Informação no âmbito da Receita Federal do Brasil; Evolução dos modelos/paradigmas de gestão: a nova gestão pública; A fiscalização contábil, financeira e orçamentária; Qualidade na Administração Pública; O Poder Legislativo; Mensuração de desempenho e controle orçamentário; Organização dos Poderes; Elaboração, Gestão e Avaliação Anual do PPA; Tipos de Constituição e Modelo de gestão do PPA.

Treine bastante com simulados e até mesmo com as provas dos concursos anteriores, e sempre procure realiza-los dentro do tempo da prova real, assim você irá saber quanto tempo poderá gastar para resolver cada questão. Procure ler bastante e trabalhar a compreensão dos textos lidos, se tornando mais ágil e facilitando no momento de realizar a prova dissertativa.

Se você acredita que não conseguirá sozinho, hoje na internet são disponibilizadas apostilas que contém a grade de conteúdo contemplada nas provas, além da opção de fazer um cursinho, muitas vezes a troca de informação entre colegas ajuda na retenção do conteúdo.

Sempre fique atento ao edital, nele contem cada vertente que será cobrado por conteúdo, por exemplo, na disciplina da Língua Portuguesa, poderá ser cobrado, verbos, interpretação de textos etc.

Está mais que comprovado que vale muito a pena prestar o Concurso da Receita Federal, por mais que sejam provas complexas e concorridas, os benefícios adquiridos ao se tornar um servidor fazem todo o esforço ser recompensado. Não se deixe desanimar pelos grandes números de concorrentes ou pela complexidade da grade de disciplinas. Boa sorte em seus estudos!

Leave a Reply